Ads  

O Vale Gás, também conhecido pelo nome de Auxílio Gás, é um programa governamental idealizado pelo Governo Federal desde 2001 e que vem ajudando milhares de cidadãos brasileiros desde sua criação.

O Auxílio Gás permite a famílias de extrema pobreza condições dignas para se alimentar, já que o gás vem sofrendo cada vez mais reajustes em pouco tempo, impossibilitando muitas vezes famílias mais pobres de adquiri-lo. 

Para ter acesso ao benefício é importante cumprir os pré-requisitos estabelecidos para acabar não tendo o Auxílio Gás negado. Para isso é necessário estar inscrito ativamente no CadÚnico de sua cidade e se enquadrar nos critérios de família de baixa renda.

  Ads  

Outro ponto importante é que o Auxílio Gás tem seu valor reajustado todos os anos já que o valor do gás também sofre aumentos periódicos, assim o benefício pode acompanhar esses aumentos sendo condizente com a realidade dos brasileiros.

Para se ter ideia, no começo do programa, o valor inicial do benefício era de R$15,00 porém, para acompanhar o aumento da inflação e da cesta básica, ele foi também sendo aumentado para condizer com a realidade. 

O benefício não é atrelado ao Bolsa Família, portanto, famílias em extrema pobreza podem acumular os benefícios. Se você deseja saber mais sobre o benefício, se você possui direito e como conseguir o seu, confira logo mais no artigo! 

Veja também:
Veja como conseguir o implante dentário pelo SUS
Melhores aplicativos para aprender maquiagem – Confira!
Como assistir Disney Plus de graça no celular – Confira!

Quem tem direito ao benefício?

Para verificar se você possui acesso ao Vale Gás, o primeiro passo é acessar o site valegas.sp.gov.br. Na página inicial do site você encontrará uma frase “saiba se a sua família foi inscrita no programa” e ao clicar nela, você será encaminhado para outra página, a Bolsa do Povo.  

Nesta página da internet será necessário informar o número NIS (Número de Identificação Social), conhecido também como número de cadastro único. Após o cadastro inicial, o site informa automaticamente se você está ou não elegível para o programa Auxílio Gás.

Caso você não possua acesso a internet, você também pode realizar o procedimento com o auxílio do Centro de Referência Social mais próximo de sua residência. Os assistentes do local poderão auxiliar a realizar o cadastro no site Bolsa do Povo. 

Para conseguir se inscrever no programa e solicitar seu Auxílio Gás é preciso antes de tudo cumrpir com os pré-requisitos estabelecidos pelo programa como possuir membros familiares inscritos no Programa Superação; a família deve estar inscrita e com o cadastro ativo no CadÚnico, além de possui todos os dados devidamente atualizados; possuir o cartão Mais Infância ou ser cadastrado no Programa do Bolsa Família.

Algumas cidades possuem também regras específicas para concessão do benefício, por isso é importante consultar individualmente o CRA do seu município e verificar quais realmente são as condições impostas localmente. 

Valor do Auxílio Gás

O Auxílio Gás tem seu valor reajustado todos os anos já que o valor do gás também sofre aumentos periódicos, assim o benefício pode acompanhar esses aumentos sendo condizente com a realidade dos brasileiros.

Para se ter ideia, no começo do programa em 2001, o valor inicial do benefício era de R$15,00 porém, para acompanhar o aumento da inflação e da cesta básica, ele foi também sendo aumentado para condizer com a realidade. 

Em 2021, o valor reajustado do Auxílio Gás é de R$200,00. Porém, assim como os pré-requisitos podem variar de município para município, assim podem os valores do Auxílio Gás.

Isso pode acontecer devido às variações de custo do valor do gás de estado para estado. O valor do gás em São Paulo por exemplo é muito maior do que em cidades do interior da região Norte ou Nordeste, por isso, esses valores podem ser maiores em grandes centros urbanos, para ser proporcional ao valor cobrado pelo gás. 

Além do valor, o período de pagamento também é personalizado em cada cidade e isso depende do repasse do Governo Federal. A maioria das cidades estipula que o pagamento deve ser feito exclusivamente para esse fim e bimensal, ou seja, a cada 2 meses.

Como solicitar o Auxílio Gás?

Pedir o Auxílio Gás não é tão simples e depende de o cidadão estar inscrito no CadÚnico da sua região, além de estar com todos os documentos atualizados. 

O Cadastro Único é muito utilizado para Programas Sociais ou CadÚnico sendo um instrumento de coleta de dados e informações que objetiva identificar todas as famílias de baixa renda existentes no país para fins de inclusão em programas de assistência social e redistribuição de renda.

Munidos dessas informações, o órgão responsável analisará todos os dados disponíveis para verificar se você tem direito ao programa, por isso quanto mais atualizados estiverem os seus dados melhor.  

Como informamos em um tópico anterior sobre quem tem direito ao auxílio, você pode simular de maneira geral no site se você possui acesso ou não ao benefício apenas com o número do seu NIS mas é preciso solicitar o benefício presencialmente. Para isso, basta seguir o tutorial abaixo:

  • Compareça a uma das unidades do CRA, de preferência a mais próxima de sua residência; 
  • Realize a solicitação de inscrição tanto sua como da sua família no CadÚnico;
  • Leve todos os documentos necessários de todos membros da família (adultos e crianças);
  • No caso das crianças é preciso levar comprovantes escolares e no caso dos adolescentes ou adultos com empregos formais é necessário levar a carteira de trabalho de cada um;
  • Solicite a sua inscrição no Vale Gás;
  • Aguarde que o CRA analise os documentos e espere ser chamado para o resultado.

 

Quem terá direito ao Auxílio Gás Social 2021?

Em resumo, quem tem direito ao Auxílio Gás são pessoas que se enquadram no perfil de:

  • Famílias inscritas no programa CadÚnico.
  • Possui renda mensal de até R$178,00.
  • Famílias na faixa de extrema pobreza.
  • Que reside em locais com baixa estrutura, como favelas e comunidades.

Quantas famílias serão beneficiadas com o Vale Gás?

Apenas em São Paulo, a Secretaria de Desenvolvimento Social estima que mais de 100.000 famílias se beneficiarão com o programa, totalizando mais de 500.000 pessoas sendo amparadas pelo benefício.

  Ads